A Comunidade

      No Comments on A Comunidade

É gratificante o número de comunidades que estão a aparecer, a força que elas transmitem, a garra que nelas se retira! Uma comunidade não é apenas um conjunto de pessoas que se juntam. Trata-se de um grupo de pessoas que se voluntaria a partilhar as suas experiências, o seu conhecimento seja técnico ou não, que se conhecem, falam sobre o que fazem, veem, até referem ou recomendam outras pessoas com quem falar. Mais importante que aquela sessão que vais ouvir sobre uma tecnologia super espetacular que saiu agora, é o network que se gera em volta, as pessoas que conheces e o que podes aprender com elas. Claro que ir ouvir falar sobre a tecnologia “xpto” é fixe, principalmente para quem gosta de conhecer novas tecnologias como eu e estar a par do que anda ai e depois andar a evangelizá-las ou não. Agora perguntas? Gostavas de ser uma evangelista de tecnologia? Claro que sim! Não vou mentir. Não há nada que me apaixone mais que é mostrar a alguém aquela tecnologia xpto que acabou de sair. É fácil? NÃO! Não é nada fácil, requer estudo, trabalho, dedicação e esforço. Precisas de ajuda? Claro! É certo que precisamos de ajuda para isso, mas é aqui que entra mais uma vez o conceito de comunidade, onde todos se ajudam uns aos outros como se fossem 1 só! O facto de participares numa comunidade beneficias das pessoas que conheces da área x e y, e se tens uma dúvida numa determinada área sabes a quem ir chatear e vais ver que aparecem dezenas de pessoas com vontade de ajudar. Agora perguntas: É fácil criar uma comunidade? Não! Ao início terás poucas pessoas, pouca aderência até um dia entenderem realmente a sua importância. A logística, arranjar oradores, os comes e bebes, sim porque vão ter fome a meio das sessões principalmente se forem grandes, garantir todas as condições aos oradores, desde águinha quando estão a apresentar, ligações de cabos aos seus PC’s e respectivos projectores, pointer’s quando assim é necessário, uma pilhas caso o pointer falhe, rato para o computador caso o orador se esqueça, já agora umas folhas e canetas caso o orador queira tomar apontamentos durante a fase de perguntas dos seus ouvintes, etc etc etc…achas fácil? Não, não é! E isto é uma preocupação minha constante e ainda tenho muito que aprender apesar de já estar nisto faz um tempo. Isto são só algumas preocupações. Há outras claro, como saberes comunicar com as pessoas, personalidades diferentes, arranjares ideias inovadoras que cultivem o teu público, etc etc … tudo isto é um trabalho que envolve muito estudo e claro manter sempre aquele sorriso encantador ou não 😛

Toda esta “lenga lenga” para te dizer que se ainda não participaste numa reunião da Netponto ou das Geek Girls Portugal tens que experimentar e vais vivenciar um pouco desta experiência e se gostares quem sabe trazeres mais pessoas a assistirem ás sessões e melhor ainda, vens tu fazer uma sessão 🙂 Não tenhas medo, nós ajudamos-te no for preciso! Somos uma comunidade, estamos cá para isso!

Obrigado.

About Mónica Rodrigues

Licenciada em Engenharia Informática e de computadores pelo ISEL. Experiência em desenvolvimento web nas mais variadas tecnologias, desde HTML5, AngularJs, Asp.Net Web API, Asp.Net MVC, Entity Framework e tantas outras. Gosto igualmente de desenhar soluções de arquitectura, aplicando padrões de desenho. Gosto de participar, entre outros, nos eventos da Microsoft, das comunidades Netponto, Geek Girls Portugal (da qual faço parte da organização em Lisboa) e outras de forma a estar atenda às tecnologias emergentes.

Leave a Reply